A NOSSA EQUIPA


workshop de movimento para teatro e dança ana mira

Ana Mira


VOLTAR

Investigadora, professora, artista e escreve no campo da dança e filosofia. Estudou Práticas Somáticas, Dança Contemporânea e Chi Kung na Europa e nos Estados Unidos, e completou o Doutoramento em Filosofia /Estética na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas - Universidade Nova de Lisboa, sob orientação do filósofo e professor José Gil, como investigadora visitante no Centre for Research in Modern European Philosophy e bolseira da Fundação para a Ciência e Tecnologia. Na performance de dança destaca “At Once”, adaptação do solo de Deborah Hay/SPCP 2009 (Teatro Maria Matos, 2010) e a sua colaboração com Rosemary Butcher em “After Kaprow” (The Place Theatre, 2012) e “Test Pieces” (NottFestival, 2015), em Inglaterra. Tem leccionado em instituições académicas e artísticas. Encontram-se publicados os seus ensaios: "Sensorial document" (Journal of Dance & Somatic Practices, 2016), "Afectivo primitivo" (Nuisis Zobop /Instituto de Filosofia - Universidade do Porto, 2017), "Contornos de Inexistência" (Teatro Municipal do Porto /Imprensa Nacional - Casa da Moeda, 2018). É investigadora no IFILNOVA - Instituto de Filosofia da Nova e no colectivo baldio | Estudos de Performance.

Segue-nos em:

BIOGRAFIA Ana Mira

Investigadora, professora, artista e escreve no campo da dança e filosofia. Estudou Práticas
Somáticas, Dança Contemporânea e Chi Kung na Europa e nos Estados Unidos, e completou
o Doutoramento em Filosofia /Estética na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas –
Universidade Nova de Lisboa, sob orientação do filósofo e professor José Gil, como
investigadora visitante no Centre for Research in Modern European Philosophy e bolseira da
Fundação para a Ciência e Tecnologia. Na performance de dança destaca “At Once”,
adaptação do solo de Deborah Hay/SPCP 2009 (Teatro Maria Matos, 2010) e a sua
colaboração com Rosemary Butcher em “After Kaprow” (The Place Theatre, 2012) e “Test
Pieces” (NottFestival, 2015), em Inglaterra. Tem leccionado em instituições académicas e
artísticas. Encontram-se publicados os seus ensaios: "Sensorial document" (Journal of Dance
& Somatic Practices, 2016), "Afectivo primitivo" (Nuisis Zobop /Instituto de Filosofia –
Universidade do Porto, 2017), "Contornos de Inexistência" (Teatro Municipal do Porto
/Imprensa Nacional – Casa da Moeda, 2018). É investigadora no IFILNOVA – Instituto de
Filosofia da Nova e no colectivo baldio | Estudos de Performance. Sítio